MYLAB LOGO.png
LOGO NEXA (2a Versão).png

Sabe quais são os testes da Função Tiroideia?


A tiroide é uma pequena glândula que mede cerca de 5 centímetros de diâmetro, localizada no pescoço, sob a pele, por baixo da maçã de Adão. A tiroide secreta hormonas que controlam a velocidade com que as funções químicas do organismo progridem (taxa metabólica). As hormonas da tiroide influenciam a taxa metabólica estimulando praticamente todos os tecidos do organismo a produzirem proteínas e aumentando a quantidade de oxigénio que as células utilizam. Afectam muitas funções vitais do corpo como a frequência cardíaca, o ritmo a que as calorias são queimadas, a manutenção da pele, o crescimento, a produção de calor, a fertilidade e a digestão.

As duas hormonas tiroideias são:


· T4: Tiroxina (também denominada tetraiodotironina)

· T3: Triiodotironina

O T4, a principal hormona produzida pela tiroide, tem apenas um efeito leve na velocidade da taxa metabólica do corpo. Por outro lado, o T4 é convertido em T3, a hormona mais ativa. A conversão de T4 em T3 ocorre no fígado e em outros tecidos. Muitos factores controlam a conversão de T4 em T3, inclusive as necessidades do corpo em cada momento e a presença ou ausência de doenças.

O corpo tem um mecanismo complexo para ajustar o nível das hormonas tiroideias. Em primeiro lugar, o hipotálamo, localizado no cérebro logo acima da hipófise, secreta a hormona libertadora de tireotrofina, que faz com que a hipófise produza a hormona estimulante da tiroide (TSH). Como o nome indica, o TSH estimula a tiroide a produzir as hormonas tiroideias. A hipófise reduz ou aumenta a libertação de TSH, dependendo do fato de os níveis das hormonas tiroideias que circulam no sangue estarem muito altos ou muito baixos.

Normalmente, o nível de TSH no sangue é o melhor indicador da função da tiroide. Considerando que esta hormona estimula a tiroide, os níveis de TSH no sangue são elevados quando a tiroide está hipoativa (e por isso precisa de maior estímulo) e baixos quando ela está hiperactiva (e por isso precisa de menor estímulo). No entanto, em casos pouco comuns em que a hipófise não funciona normalmente, o nível de TSH não reflete com precisão a função da tireoide.

Tanto a forma livre como a forma ligada de T3 e T4 estão presentes no sangue, embora menos de 1% esteja na forma livre. A FT4 (T4 livre) fornece valores corrigidos em pacientes nos quais a T4 total está alterada devido a alterações das proteínas séricas ou dos locais de ligação.

0 visualização