MYLAB LOGO.png
LOGO NEXA (2a Versão).png

Sabe o que é a Glicémia, a Insulina e como relacionam-se com a Diabetes mellitus?


A diabetes mellitus é uma doença metabólica na qual os níveis de açúcar no sangue (glicémia) estão excepcionalmente elevados porque o organismo não produz insulina suficiente para atender às suas necessidades ou produz resistência à acção desta hormona.


Os três principais nutrientes que formam a maioria dos alimentos são os hidratos de carbono, as proteínas e as gorduras. Os açúcares representam um dos três tipos de hidratos de carbono, juntamente com o amido e as fibras.


Existem vários tipos de açúcar. Alguns tipos de açúcar são simples e outros são complexos. O açúcar de mesa (sacarose) é formado por dois tipos de açúcar mais simples denominados glicose e frutose. O açúcar do leite (lactose) é formado por glicose e um açúcar simples denominado galactose. Os hidratos de carbono em amidos como pão, massa, arroz e alimentos similares, são cadeias longas de moléculas diferentes de açúcares simples. Sacarose, lactose, hidratos de carbono e outros açúcares complexos precisam ser decompostos e transformados em açúcares simples por enzimas no trato digestivo antes de o organismo conseguir absorvê-los.


Quando o organismo absorve os açúcares simples, ele geralmente converte-os em glicose, que é uma fonte importante de energia para o corpo. A glicose é o açúcar que é transportado pela corrente sanguínea e absorvido pelas células. O organismo também consegue fabricar glicose a partir de gorduras e proteínas. O “açúcar” no sangue significa, na realidade, glicose no sangue.


A insulina, uma hormona produzida pelo pâncreas (um órgão que fica atrás do estômago que também produz enzimas digestivas), controla a quantidade de glicose no sangue. A glicose na corrente sanguínea estimula o pâncreas a produzir insulina. A insulina ajuda a transportar a glicose do sangue para dentro das células. Logo que esteja dentro das células, a glicose converte-se em energia, que é imediatamente utilizada ou é armazenada na forma de gordura ou glicogénio até que seja necessária.


Caso o organismo não produza uma quantidade suficiente de insulina para transportar a glicose para dentro das células ou se as células deixarem de responder normalmente à insulina (denominada resistência à insulina), a elevação dos níveis de glicose no sangue resultante, combinada com uma quantidade inadequada de glicose nas células, causam os sintomas e as complicações do diabetes.

0 visualização