top of page

A Importância da Hemoglobina Glicada na Avaliação do Controle Glicémico


A avaliação adequada do controle glicémico é essencial para a gestão eficaz de diversas doenças, como a diabetes mellitus. Nesse contexto, um parâmetro analítico crucial é a hemoglobina glicada (HbA1c). Neste artigo, discutiremos a importância da HbA1c na avaliação do controle glicémico e como ela pode auxiliar na tomada de decisões clínicas.


A HbA1c é um exame de sangue que mede a percentagem de hemoglobina ligada à glicose ao longo de um período de aproximadamente três meses. Diferente das medições pontuais de glicose no sangue, a HbA1c reflete a média dos níveis de glicose durante esse intervalo de tempo. Isso a torna uma ferramenta valiosa para monitorizar o controle glicémico a longo prazo.


Um dos principais benefícios da HbA1c é a sua capacidade de refletir o risco de complicações associadas à diabetes. Estudos demonstraram uma relação linear entre os níveis de HbA1c e o risco de desenvolvimento de complicações microvasculares, como retinopatia, nefropatia e neuropatia. Além disso, a HbA1c também está associada a um aumento do risco de doença cardiovascular em pacientes diabéticos.


A determinação da HbA1c é recomendada por diversas organizações de saúde, como a American Diabetes Association (ADA) e a International Diabetes Federation (IDF). Essas diretrizes estabelecem metas de controle glicémico baseadas nos valores de HbA1c, auxiliando os profissionais de saúde a definirem estratégias de tratamento individualizadas para cada paciente.


É importante realçar que a interpretação dos resultados de HbA1c deve levar em consideração as características individuais de cada paciente, como a presença de anemia, doenças renais e outras condições que possam influenciar a sobrevida das hemácias. Além disso, a HbA1c não substitui a monitorização diária da glicose no sangue, que é fundamental para ajustes imediatos no tratamento.


No Laboratório Noronha a determinação da HbA1c é feita por cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC, sigla em inglês), método de referência (gold standard) para a determinação deste parâmetro, também conhecida como High Performance Liquid Chromatography. A HPLC é considerada o método padrão ouro devido à sua alta precisão e especificidade na quantificação da HbA1c.


Em resumo, a hemoglobina glicada (HbA1c) desempenha um papel fundamental na avaliação do controle glicémico em pacientes com diabetes mellitus. Ela fornece uma medida objetiva e confiável da média dos níveis de glicose ao longo de um período de tempo, auxiliando na identificação de indivíduos em risco de complicações relacionadas ao diabetes. No entanto, é essencial considerar os resultados de HbA1c em conjunto com outras informações clínicas para uma abordagem completa do controle glicémico.


Referências Bibliográficas:

  1. American Diabetes Association. Standards of Medical Care in Diabetes - 2021. Diabetes Care, 2021;44(Supplement 1):S1-S232.

  2. International Diabetes Federation. IDF Clinical Practice Recommendations for Managing Type 2 Diabetes in Primary Care - 2017. Brussels: International Diabetes Federation, 2017.

  3. Nathan DM, et al. Management of Hyperglycemia in Type 2 Diabetes: A Consensus Algorithm for the Initiation and Adjustment of Therapy: A consensus statement from the American Diabetes Association and the European Association for the Study of Diabetes. Diabetes Care, 2009;32(1):193-203.

122 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page