MYLAB LOGO.png
LOGO NEXA (2a Versão).png

Sabe o que é o PSA?


O antigénio específico da próstata (PSA) é uma proteína produzida principalmente pelas células da próstata, uma pequena glândula nos homens que circunda a uretra e produz um líquido que faz parte do sémen. A maior parte do PSA que a próstata produz é libertada nesse líquido, mas pequenas quantidades também são libertadas no sangue. O PSA existe em duas formas principais no sangue: complexado (cPSA, ligado a outras proteínas) e livre (fPSA, não ligado). O teste de PSA mais frequentemente usado é o PSA total, que mede a soma de cPSA e fPSA no sangue.


O PSA pode ser utilizado como um marcador para rastrear e monitorizar o cancro de próstata. O objetivo do rastreio é detectar o cancro de próstata enquanto ele ainda está confinado à próstata. Níveis elevados de PSA no sangue estão associados ao cancro de próstata, mas também podem ser observados na inflamação da próstata (prostatite) e hiperplasia prostática benigna (BPH). Os níveis de PSA tendem a aumentar em todos os homens à medida que envelhecem.


O gold standard para identificar o cancro de próstata é a biópsia da próstata, através da colheita de pequenas amostras de tecido da próstata e identificação de células anormais ao microscópio. Um PSA elevado pode ser seguido por uma biópsia, que apresenta risco de complicações como dor, febre, sangue na urina ou infecção do trato urinário.


O teste PSA total e o exame retal digital (DRE) são usados ​​juntos para ajudar a determinar a necessidade de uma biópsia da próstata.

16 visualizações